Arquivo: Antom Santos

A luita polo monte: reconquistando terreno ao fatalismo

De cada dous passos que dá um galego, um dá-o, se fixermos caso às cifras oficiais, sobre terreno calcinado. Ao longo das últimas quatro décadas, mais da metade do território nacional foi pasto das lapas. A desfeita ambiental consumada polo lume foi paralela a um processo doloroso de abandono acelerado das aldeias, monoculturas arvóreas, desestruturaçom do território e perda irreversível de um tesouro patrimonial que nos custa conceber em toda a sua dimensom.

Prisons e silêncios

A paixom solidária extendida no nacionalismo institucional com os presos cataláns, em contraposiçom com a inibiçom ou timidez mostrada com os nossos arredistas presos, nom é fundamentalmente um problema moral ; tampouco nom se explica polo feito de os patriotas galegos serem relacionados com a resistência violenta.

Da celulose à biomassa: Ence e o deserto verde

Ence, privatizada na era Aznar através de Caixa Galicia, prevê que no ano 2023 o 25% da produçom da empresa seja energia. Para isso precisam constáncia na produçom e fornecimento de madeira de eucalipto. A extensom da monocultura vai continuar e coa biomassa todo seria muito mais vertiginoso.

15.000 tesouros nos Ancares

O arqueólogo fala do resgate do passado, da compreensom de quem somos, numha das comarcas mais castigadas polo despovoamento e a nulidade política.

paisaxe, medio natural, natureza

Galiza é um mundo

Uma conversa do João Aveledo, biólogo e professor, com Antom Santos sobre a riqueza natural galega, a peça “mais desconhecida de todo o nosso património colectivo”.

Semente, lingua, ensino.

Sementes para a recuperaçom comunitária do galego

É possível educar totalmente em galego no ensino infantil, fazê-lo desde valores de solidariedade e respeito polo meio, e soster a aposta numha rede associativa voluntária e militante. Eis a proposta de Semente.

Procurando a reaçom no tempo de desconto

Em 2018, com registos de quecimento climático inauditos e com o sobardamento do pico do petróleo reconhecido mesmo pola Agência Mundial da Energia, a comunidade científica fala de ponto de nom retorno de consequências imprevisíveis. Entre o autismo dos mais e o activismo duns poucos, também a Galiza tem que afrontar um cámbio de época que traerá enormes desafios.

Arquivo: Antom Santos

A luita polo monte: reconquistando terreno ao fatalismo

De cada dous passos que dá um galego, um dá-o, se fixermos caso às cifras oficiais, sobre terreno calcinado. Ao longo das últimas quatro décadas, mais da metade do território nacional foi pasto das lapas. A desfeita ambiental consumada polo lume foi paralela a um processo doloroso de abandono acelerado das aldeias, monoculturas arvóreas, desestruturaçom do território e perda irreversível de um tesouro patrimonial que nos custa conceber em toda a sua dimensom.

Prisons e silêncios

A paixom solidária extendida no nacionalismo institucional com os presos cataláns, em contraposiçom com a inibiçom ou timidez mostrada com os nossos arredistas presos, nom é fundamentalmente um problema moral ; tampouco nom se explica polo feito de os patriotas galegos serem relacionados com a resistência violenta.

Da celulose à biomassa: Ence e o deserto verde

Ence, privatizada na era Aznar através de Caixa Galicia, prevê que no ano 2023 o 25% da produçom da empresa seja energia. Para isso precisam constáncia na produçom e fornecimento de madeira de eucalipto. A extensom da monocultura vai continuar e coa biomassa todo seria muito mais vertiginoso.

15.000 tesouros nos Ancares

O arqueólogo fala do resgate do passado, da compreensom de quem somos, numha das comarcas mais castigadas polo despovoamento e a nulidade política.

paisaxe, medio natural, natureza

Galiza é um mundo

Uma conversa do João Aveledo, biólogo e professor, com Antom Santos sobre a riqueza natural galega, a peça “mais desconhecida de todo o nosso património colectivo”.

Semente, lingua, ensino.

Sementes para a recuperaçom comunitária do galego

É possível educar totalmente em galego no ensino infantil, fazê-lo desde valores de solidariedade e respeito polo meio, e soster a aposta numha rede associativa voluntária e militante. Eis a proposta de Semente.

Procurando a reaçom no tempo de desconto

Em 2018, com registos de quecimento climático inauditos e com o sobardamento do pico do petróleo reconhecido mesmo pola Agência Mundial da Energia, a comunidade científica fala de ponto de nom retorno de consequências imprevisíveis. Entre o autismo dos mais e o activismo duns poucos, também a Galiza tem que afrontar um cámbio de época que traerá enormes desafios.